Menu fechado

APRENDA COM O PAPAI NOEL A IMPORTÂNCIA DE CRISTO PARA O NATAL!

Por Pedro Dulci
.
Uma das formas geralmente esquecida de enriquecer teologicamente o seu Natal é aprender com o verdadeiro Papai Noel a singularidade de Cristo e a importância de defendê-lo das heresias reducionista.
.
A lenda do Papai Noel nasceu da inspiração de uma figura importantíssima da História da Igreja, que é o bispo Nicolau de Bari. Apesar de não ter nenhum trenó com renas ou a roupa vermelha, Nicolau era conhecido pela sua generosidade – que vinha dentro das meias!
.
Conta a tradição que, ainda jovem, Nicolau soube que um dos vizinhos tinha se visto obrigado a prostituir as suas três filhas. Segundo algumas versões, Nicolau jogou três sapatos cheios de ouro pela janela do quarto daquele pai, tentando assim remediar a sua situação. Outras versões dizem que o santo teria lançado o ouro pela chaminé da casa, de onde ele foi cair dentro das meias que as jovens tinham deixado para secar junto ao fogo.
.
Apesar da generosidade que desce das chaminés e enche as meias terem tornando-se tradição no natal, esse não é a contribuição do bispo para essa data.
.
Enquanto bispo, Nicolau participou de um dos mais importantes concílios ecumênicos da igreja, o de Nicéia em 325 d. C. Nessa ocasião a divindade de Cristo e a doutrina da Trindade tava sob ataque de um presbítero de Alexandria, chamado Ário.
.
Ário argumentou durante todo o concílio e os bispos o ouviam atentamente – menos Nicolau. Em determinado momento, o bispo perdeu a paciência e atacou Ário, dando-lhe um tapa em pleno concílio. A heresia lhe parecia inadimissível, e isso o tirou do sério.
.
Por sua conduta inadequada, ele foi retirado do concílio, teve suas vestes episcopais confiscadas e foi mandado à prisão.
.
A tradição conta que naquela noite, Nicolau teve uma visão em que recebia do próprio Cristo suas vestes e as Escrituras e volta. Na manhã seguinte o carcereiro o encontrou vestido de bispo e lendo a Bíblia.
.
O fato chamou tanto a atenção do imperador Constantino e dos conciliares que Nicolau teve seu lugar devolvido e, encerrada a discussão contra Ário, ele participou da redação do Credo Niceno-Constantinopolitano.
.
Apesar das histórias de beatificação dos santos romanos envolverem muitos episódios estranhos aos ouvidos modernos, o que o Papai Noel raiz nos ensina é o zelo pela forma correta de falar a respeito de Jesus. Era impossível para ele ouvir parado alguém desfigurar a pessoa de Cristo.
.
Não quero que nesse Natal você saia batendo em ninguém que fale que Jesus não é Deus. Mas, em uma época que tantas pessoas retratam Jesus à sua imagem e semelhança (fazendo dele de militante à miliciano), é inspirador saber o Papai Noel raiz não era um velho barrigudo dirigindo um trenó, mas um pastor zeloso com as irreverências que ouvia sobre Jesus!
.
Não deixe essa tradição morrer!

Artigos relacionados