Publicado em

TEREMOS OU NÃO PROSPERIDADE?

Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra.” Isaías 1:19

Tá aí um versículo, dentre vários, que comumente usa-se equivocadamente e nunca se explica o fato do crente brasileiro (por exemplo) não comer o “melhor desta terra”.
Isso nos dá 2 opções:

* 1) ou o texto bíblico é equivocado.
* 2) a promessa não é pra nós e não faz parte da Nova Aliança.

Muitos pastores distorcem os significados das palavras para que a falsa doutrina da prosperidade financeira cristã seja convincente, mediante a tantas passagens bíblicas dizendo praticamente o contrário. Então, chegam a dizer às vezes que prosperar é não ter necessidade de nada. Mas o que afinal isso significa? É verificável em nossa vida?

Mistura-se tanto as promessas a Abraão, Isaque e Jacó com a promessa aos cristãos que, a impressão que temos é que esses pregadores sequer sabem diferenciar o Novo Pacto do antigo.

Levando em conta que, nas palavras do próprio filho de Deus, Ele estabeleceu “uma nova aliança” (Lucas 22:20), não é difícil perceber que a interpretação triunfalista sobre esse texto entra em confronto com tudo que todos os apóstolos passaram, como por exemplo: muita necessidade de muitas coisas. Deus te abençoe!

– Lucas Rosalem


 

[display-posts columns=”4″ image_size=”medium” order=”rand” id=”719,880,848″ wrapper=”div”]