Menu fechado

Sejam exemplares

Por Felipe Moura.

Procurem viver de maneira exemplar entre os que não creem (1 Pedro 2:12)

O que você faz importa. Na linguagem evangélica: “você tem que dar bom testemunho”.

Somos observados por todos, especialmente pelos de fora. Mas o que leva os descrentes a acusar crentes de praticar o mal? Eles nem tem entendimento da verdade, vivem dissolutamente, sem temor, e querem acusar os crentes, julgá-los pelo seu comportamento?!

Primeiro, quando fomos alcançados pela graça de Deus nos tornamos filhos por adoção; e devemos ser filhos obedientes. Isso é suficiente para que sejamos diferentes não só no aspecto comportamental, mas também moral.

Segundo, devemos viver em conformidade com aquilo que cremos. Se cremos na Palavra de Deus, devemos obedecê-lo.

Quando algum descrente acusa um cristão de mentiroso, não significa que ele não seja mentiroso; mas ele está apelando à afirmação que fazemos de que “o diabo é o pai da mentira”, portanto aqueles que se dizem filhos de Deus não devem mentir.

Aquilo que nós cremos deve moldar a nossa mente e coração. Se afirmamos que Deus é justo, devemos também ser justos. Claro que não são todos os atributos divinos que compartilhamos de semelhança, até porque não somos oniscientes ou onipresentes.

A finalidade de toda nossa maneira exemplar de viver não é para receber aplausos dos homens, mas para que o Deus que servimos seja glorificado.

Quando o povo de Israel pecava, as nações pagãs zombavam não somente do povo, mas de Deus. “Pouca coisa profana mais o nome de Deus e o testemunho de quem Deus é do que gente que se diz aliançada e vive em descompasso com os termos da aliança” (Igor Miguel)[1].


[1] O Espírito Santo e a Santificação — Igor Miguel https://www.youtube.com/watch?v=UiAOKw9CIDk

Twitter Facebook Instagram

  • R$ 20,00
    Ou em até 1x de R$ 20,00
    Sem Juros - PagSeguro
  • R$ 26,00
    Ou em até 1x de R$ 26,00
    Sem Juros - PagSeguro
  • R$ 26,00
    Ou em até 1x de R$ 26,00
    Sem Juros - PagSeguro

Artigos relacionados