Menu fechado

DIZIMAR OU OFERTAR?

É uma pergunta muito boba, porque só estamos falando da mesma coisa: dinheiro.

“Dízimo” é décima parte, e significa apenas isso – uma quantia. Qualquer oferta também, obviamente, é uma quantia. Dar o dízimo e depois dar uma oferta, é o mesmo que dar duas ofertas.

Se eu der, por exemplo, o dízimo e depois der mais 10%, estarei dando o dízimo de novo. Duas ofertas de 10%. É bobagem falar de dízimo (definir obrigatoriamente uma quantia) se sabemos que a oferta é voluntária e quem estipula o valor é quem oferta e não o pastor ou a denominação, a não ser que a igreja esteja combinando de comprar alguma coisa, aí fará sentido.

De qualquer forma, a igreja é sustentada pelos fieis. São muitas as contas e tudo é caro, ninguém consegue comprar sozinho. O problema realmente é o abuso.

A maioria (na verdade nunca vi um exemplo diferente) das pessoas que tentam combater quem combate o dízimo, só dizimam porque amam o dinheiro e morrem de medo de ser amaldiçoadas, caso não dizimem. Aí qualquer pessoa que falar mal de dízimo, é tida como avarenta, enquanto quem fez a acusação é que tem chances históricas de ser.
Obs.: Dízimo = Antiga ALIANÇA (e não meramente Antigo Testamento).

====================================

OFERTE PARA O AVANÇO DO EVANGELHO
E NO PRÓXIMO NECESSITADO
====================================

A Igreja de Cristo não é a instituição, e tanto uma coisa quanto a outra devem ser sustentadas com oferta e não com dízimo (o dízimo da Antiga Aliança). Se dízimo for usado apenas como valor, aí não tem problema, pois será uma oferta nesse valor. Se você oferta com propósito do avanço do Evangelho e no próximo necessitado, aí você faz o que a Bíblia ensina.

Você pode e deve também ajudar na manutenção do lugar que você congrega. A Igreja sempre fez isso com ofertas voluntárias.
O dia que esse for o motivo real da motivação das ofertas (ao lado do avanço do Evangelho), aí vai dar pra falar de forma neutra da oferta às denominações. Por enquanto o povo não tem isso em mente. Ofertas são por causa de campanhas, e toda sorte de pensamento avarento e materialista, ninguém que dizima e oferta na igreja tem interesse em comprar folhetos ou fazer caridade.

Interessante como são esses mesmos que xingam de avarentos quem tenta explicar qualquer coisa sobre o dízimo da forma que é pregado hoje.

– Lucas Rosalem


  • R$ 20,00
    Ou em até 1x de R$ 20,00
    Sem Juros - PagSeguro
  • R$ 26,00
    Ou em até 1x de R$ 26,00
    Sem Juros - PagSeguro
  • R$ 26,00
    Ou em até 1x de R$ 26,00
    Sem Juros - PagSeguro

Artigos relacionados