Menu fechado

Categoria: Artigos Teológicos

A TENSÃO DO ENREDO DA IGREJA E SUA RESOLUÇÃO

A história e o simbolismo da Bíblia ensinam a igreja a compreender quem ela é, o que ela enfrenta, e como ela deve viver, enquanto anseia pela vinda de seu Rei e Senhor. Isso deveria ser fácil, não é? O que é difícil em sermos noiva e corpo de Cristo? O que é difícil em ser família de Deus, o templo do Espírito Santo? Esta jornada por terras estéreis, no caminho para o novo céu e nova terra, não deveria ser uma expedição livre de riscos e com garantia de segurança? Não deveria ser algo emocionante, ainda que como um passeio na montanha-russa — assustador, mas seguro?

A IDENTIDADE DA IGREJA NA HISTÓRIA

A igreja é um grupo de crentes batizados em Jesus, certo? Seres humanos. São aqueles que creem, unidos numa só esperança no Senhor Jesus, partilhando uma só fé, tendo experimentado o mesmo batismo, e adorando um só Deus pelo poder do mesmo Espírito (cf. Ef 4.4-6). Seguindo o precedente do Antigo Testamento, de falar metaforicamente das pessoas de Deus, Jesus e os apóstolos falavam metaforicamente sobre a igreja. As metáforas identificam as coisas com aquilo que elas não são. O propósito da metáfora é capturar a verdade sobre a coisa que é “metaforada”. Assim, Deus não é uma pedra, mas a verdade de que Deus é estável, imutável, sólida, confiável e é comunicada quando dizemos: “O Senhor é minha rocha” (Sl 18.). Jesus e seus apóstolos também usaram metáforas para comunicar a verdade sobre a igreja.