Menu fechado

O Vinho, a Tatuagem, o Barulho e o Próximo

É interessante que a mesma galera que diz que não se deve beber vinho (mesmo Jesus tendo feito, mesmo Paulo recomendando a Timóteo, mesmo sendo lei obrigatória diretamente de Deus a Israel em uma das celebrações anuais…), e que diz que não se deve fazer tatuagens, assim como várias outras coisas, argumentando que não devemos escandalizar o próximo, (veja bem, é a mesma galera), não se importa nadica de nada com o que os outros pensam sobre a barulheira feita por eles em suas malucas reuniões.

Igrejas aos montes sendo processadas por vizinhos (a igreja na qual congreguei em Dourados-MS foi 2 vezes); a lei tendo que intervir em alguns casos; vizinhos odiando os crentes e os horários de culto; sendo alvo até mesmo dos próprios crentes mais moderados quanto à liturgia, que entendem I Coríntios 14 e compreendem que o culto precisa de uma “ordem” no culto e de sobre reverência. Quando se trata de refrear seus caprichos em detrimento do conforto e paz com o vizinho “mundano”, não tem conversa para alguns.

O próximo? Rapaz, eles que nos entendam! Não é?

– Lucas Rosalem


  • R$ 20,00
    Ou em até 1x de R$ 20,00
    Sem Juros - PagSeguro
  • R$ 26,00
    Ou em até 1x de R$ 26,00
    Sem Juros - PagSeguro
  • R$ 26,00
    Ou em até 1x de R$ 26,00
    Sem Juros - PagSeguro

Artigos relacionados