Publicado em

Se só “a verdade vos libertará”, você não era livre

Escolher entre uma coisa ou outra não é livre arbítrio. Isso é livre agência. É como ter a opção de se compra um sabonete de R$ 1,50 ou um de R$ 1,55. Algo mais lhe influenciará de forma que você jamais estará livre pra julgar (arbitrar) nessa escolha, pois outros fatores importantes lhe inclinarão e impulsionarão sua ação (livre agência). O mesmo acontece na salvação: a inclinação para o mal, a tendência pecaminosa, o pendor da carne (é tudo a mesma coisa, falei de 3 formas Leia mais [...]
Publicado em

Pentecostais Semipelagianos

PENTECOSTAIS NEOPENTECOSTAIS E >> ARMINIANOS SEMI-PELAGIANOS Arminianos confessionais, que sabem o que estão dizendo, não são semi-pelagianos. Até aí tudo bem. O problema é que a maioria deles (que já é uma minoria mesmo) defende suas igrejas (em geral pentecostais) como se todos lá fossem arminianos, mas a realidade é que quase todos são semi-pelagianos. A situação real é que a maioria mal entende o Evangelho, nunca refletiram sobre a tendência pecaminosa natural do homem Leia mais [...]
Publicado em

PODER DAS PALVRAS

Neste post, vou apresentar alguns pontos que se desenrolaram a partir de um post "bobo" que fiz no Facebook, a saber: Não existe "poder" nas palavras, ok? Isso é bobagem neopentecostal. Faça um teste aí, tente mover um objeto bemmmm pequeno com as palavras. Algum objeto tão pequeno que seja impossível alguém ter uma fé tão pequena que não consiga. Você tem fé? Então, escolha um objeto ridiculamente pequeno e tente movê-lo. Se não conseguir, mude sua ideia. ===================== Alguém Leia mais [...]
Publicado em

Ninguém tem fé “do nada”

SALVOS PELA FÉ SOMENTE Evangelho não é sobre "viver os mandamentos", muito pelo contrário. Isso é misturar graça com lei, o que não faz sentido. Evangelho é a boa notícia justamente pra quem não consegue obedecer os mandamentos (ou seja, pra todos - ninguém consegue viver os mandamentos, e ninguém será salvo por obedecer, mas somente por crer). Não somos justificados pelas obras, mas somente pela fé. As obras não nos justificam de maneira alguma, nem "junto com a fé". Pelo Leia mais [...]
Publicado em

Sobre a salvação e a moral

sobre-a-salvacao-e-a-moral
Três coisas aconteceram neste fim de semana, que me obrigaram a falar disso. Primeiro, o Facebook me lembrou da discussão com Olavo de Carvalho, que disse que, se a adoração a Deus não é a causa da salvação, então ela não serve para nada. Segundo, um colega disse que, se eu posso ser salvo fazendo coisas más, então a definição de mal é vã e, portanto, o Cristianismo não é moral. Terceiro, a pregação sobre a segurança da salvação, na escola dominical. O que as primeiras têm Leia mais [...]
Publicado em

COMO POSSO SER SALVO DO INFERNO?

como-ser-salvo-do-inferno
Vamos por partes. O homem foi criado à imagem de Deus, totalmente livre de inclinações para arbitrar sobre o certo e o errado, escolhendo no fim das contas, o errado, sendo assim separado de Deus de forma irreconciliável por conta própria, por seus próprios meios. A imagem de Deus no homem passa a ficar distorcida. O homem continua um ser moral, no entanto, incapaz de arbitrar livremente, pois agora lida com suas inclinações para o mal, pelas quais é considerado, biblicamente, morto Leia mais [...]
Publicado em

Você é realmente livre?

voce-e-realmente-livre
A Bíblia diz que o homem já nasce escravo do pecado. O homem não tem asas, então não é "livre" pra voar. Da mesma forma, o arbítrio do homem está limitado à sua natureza. É simples. - Não existe "livre arbítrio". Quem é escravo não é livre. As ações humanas estão limitadas à sua natureza. Não adianta fazer chororô, você não é bom se não for pela ação do Espírito Santo. Peça a Deus que te salve, pois por nós mesmos, pela nossa natureza humana, jamais escolheremos Deus. Leia mais [...]
Publicado em

MILAGRES NÃO PRODUZEM FÉ

Conversão se dá APENAS pela pregação do Evangelho. A fé criada por pão sempre “abandonará” quando acabar o pão. Os seguidores levianos eram motivados pelos desejos físicos e pelas necessidades materiais. Aí vem a pergunta: “Se Deus operava milagres então, porque não o faz agora? Se eu visse um milagre, poderia crer!” Esta pergunta já foi respondida na época do nosso Senhor. Um rico que estava nas tormentas do inferno levantou seus olhos e implorou a Abraão que alguém fosse Leia mais [...]
Publicado em

Simão, o Mago

Poucos personagens bíblicos causaram tão má impressão como Simão, o Mago. Na igreja antiga dizia-se — e ainda é repetido em muitos livros de história, que ele foi o fundador de quase toda heresia de origem incerta. Em algum ponto, por volta do século III ou IV, um escritor anônimo com muita imaginação escreveu a literatura pseudoclementina,na qual Simão, o Mago, é o vilão que vai a todo lugar tentando desfazer o trabalho de Simão Pedro. Durante a Idade Média, os cristãos, Leia mais [...]
Publicado em

PODEMOS JULGAR FALSOS MESTRES?

É justamente por causa da clareza bíblica sobre denunciar heresias e expulsar do nosso meio os falsos mestres que temos OBRIGAÇÃO MORAL de fazê-lo. E denunciar uma heresia é especificamente JULGÁ-LA como tal, assim como expor um falso mestre é JULGÁ-LO como tal. Medo de julgar está ligado à imaturidade cristã e à falta de conhecimento de Deus através da Escritura. O que Deus fará é condenar, que é bem diferente. A defesa da fé é por nossa conta. Não fazer isso é ser negligente Leia mais [...]